Agravado pelo tempo seco e ventos fortes, fogo devastou 80 mil hectares

Não há anúncios para exibir aqui.

Bomebeiros, brigadistas e funcionários de fazendas da região pantaneira atuam no combate ao fogo

Cortina de fumaça registrada durante sobrevoo do Corpo de Bombeiros na região. (Foto: Corpo de Bombeiros)

Agravados pelo tempo seco e os ventos fortes os incêndios na região entre Corumbá e Miranda, devastaram cerca de 80 mil hectares de vegetação entre domingo (27) e esta quarta-feira (29), conforme a Defesa Civil de Mato Grosso do Sul.

Amanhã (29) uma equipe do Corpo de Bombeiros e o comandante da Defesa Civil estadual, o tenente-coronel Fábio Catarinelli, vai sobrevoar novamente a região para avaliar os estragos e a necessidade do envio de mais pessoal e recursos para o combate às chamas.

Além de militares, brigadistas do Prevfogo e funcionários de fazendas da região ajudam no trabalho de rescaldo. Um avião do Corpo de Bombeiros e helicóptero do governo do Estado também reforçam o trabalho pelos ares.

A região é de difícil acesso e até mesmo cabos de fibra ótica teriam sido danificados pelo fogo, comprometendo a comunicação com as equipes. Devido ao incêndio a BR-262, na altura do km 657, teve de ser fechada por volta das 21h de ontem (28). Reflexo da ação dos ventos na região que alastram o fogo a todo o momento.

“Outra grande preocupação é quanto às condições climáticas. Além das altas temperaturas a vegetação está muito seca e como vento muito na região, principalmente no período da manha o fogo se propaga com maior velocidade”, comenta o tenente-coronel.

Os militares tentam impedir que o fogo chegue novamente a pista, pois a falta de visibilidade aumenta o risco de acidentes. Outro agravante é o prejuízo ambiental. Os focos estão concentrados próximo ao Passo do Lontra, território rico em fauna e flora em plena região pantaneira.

Focos

As equipes de combate ao fogo e própria polícia, não descartam a possibilidades a possibilidade dos incêndios serem criminosos. Polícias rodoviários federais têm feito rondas no intuito de flagrar os autores das queimadas e acionado o Corpo de Bombeiros para combater o fogo. Uma base operacional com equipes dos bombeiros e Prevfogo foi montada na região de Miranda.

Corumbá já registrou 897 focos este mês e acumula 4,7 mil este ano, liderando o ranking nacional nos dois quesitos.

 

fonte: campograndenews

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.