Atletas de MS conquistam 111 medalhas no Campeonato Brasileiro de Judô

Disputas foram em Campo Grande, nos dias 30 de abril e 1º de maio, no Guanandizão

Atletas durante disputa no final de semana em Campo Grande. (Foto: Divulgação | Fundesporte)

 

Mato Grosso do Sul brilhou no último final de semana durante o campeonato Brasileiro de Judô – Região IV. Ao todos, os atletas do Estado conquistaram 111 medalhas, sendo 36 ouros, 28 pratas e 47 bronzes nos dias 30 de abril e 1º de maio.

O evento foi organizado pela Confederação Brasileira e Judô em parceria com a Federação de Judô de Mato Grosso do Sul e contou com apoio da Fundesporte  (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul). As disputas foram realizadas no Guanandizão, localizado no Bairro Amambaí, em Campo Grande, entre atletas de Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Tocantins e Rondônia.

“Nosso estado constantemente se destaca em competições nacionais de lutas, recompensando o intenso trabalho de nossos técnicos e atletas”, declarou o diretor-presidente da Fundesporte, Silvio Lobo Filho.

De 163 inscritos, 142 foram atletas de Campo Grande que conquistaram 96 medalhas. Goiás faturou 26 medalhas, Mato Grosso 39 medalhas, Rondônia 20 medalhas e Tocantins 10 medalhas.

Um dos destaques do campeonato foi a judoca Alexia Vitória, atual campeã pan-americana e atleta de apoio do judô brasileiro na Olimpíada de Tóquio-2020. A competidora obteve duas medalhas de ouro na competição, nas categorias Sub-21 feminino ligeiro (-48kg) e sênior feminino ligeiro (-48kg).

Alexia e o técnico, Alessandro Nascimento, são beneficiários dos programas Bolsa Atleta e do Bolsa Técnico, do Governo do Estado.

 

 

fonte: campograndenews
Espalhe por ai:

Veja Também

Conab estima produção de 49 mil toneladas de pluma de algodão em MS nesta safra

O número cresce a cada ano, mas ainda está longe de atingir o nível dos ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.