Atletas de nove modalidades retornam em fevereiro ao CT Paralímpico

Outra novidade é reabertura do residencial durante toda a semana

– Divulgação / Agência Brasil

 

 

As seleções já classificadas à Paralimpíada de Tóquio (Japão) e atletas de modalidades individuais garantidos ou com potencial de ir aos Jogos poderão retornar, a partir do dia 1º de fevereiro, às atividades no Centro de Treinamento (CT) Paralímpico, em São Paulo.

Segundo o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), os esportes a serem retomados são: futebol de 5, goalball, vôlei sentado, judô, parataekwondo, bocha, remo, halterofilismo e tênis em cadeira de rodas.

“Esse retorno foi aprovado pelo comitê de crise do CPB, que sempre buscou privilegiar a questão da preparação dos atletas que deverão participar dos Jogos Paralímpicos de Tóquio. Para isso, foi criado um cronograma para as seleções treinarem em dias/semanas diferentes uma das outras”, diz a nota do CPB.

Devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19), o CT esteve fechado entre março e junho do ano passado. A reabertura em julho foi inicialmente restrita a medalhistas em Paralimpíadas, ou nos campeonatos mundiais de 2019, nas modalidades natação, atletismo e tênis de mesa.

De acordo com o CPB, os atletas deverão assinar um termo de responsabilidade e consentimento e obedecer a um protocolo de testagem frequente, distanciamento social durante a permanência no CT, e normas sanitárias de deslocamento, vestimenta, alimentação e higienização.

Outra novidade é que a partir de 1º de fevereiro o residencial do CT também será reaberto, e poderá ser utilizado durante a semana de atividades.

O restaurante do CT segue fechado, com as refeições servidas nas acomodações, de forma individual.

Torneios suspensos até junho

Priorizando os treinos rumo à Tóquio, o CPB informou nesta quarta-feira (13) a suspensão do calendário de torneios regionais e nacionais do atletismo, halterofilismo, natação e tiro esportivo, no primeiro semestre deste ano.

Segundo a entidade, que exerce o papel de confederação dessas modalidades , o avanço da pandemia do novo coronavírus (covid-19), no Brasil e no mundo, a motivou a decidir pela não realização dos eventos.

“Serão realizadas reuniões virtuais, específicas por modalidade esportiva, com dirigentes e treinadores de atletas que tenham chances de participarem dos Jogos Paralímpicos de Tóquio para apresentação e discussão de uma proposta de qualificação, classificação e preparação para os Jogos”, disse o diretor técnico do Comitê, Alberto Martins, em comunicado divulgado pela entidade.

 

fonte: correiodoestado
Espalhe por ai:

Veja Também

Governo amplia vagas e destina R$ 3,8 milhões para atletas e técnicos de MS

Número de vagas aumentou 45%, de acordo com publicação no Diário Oficial desta quinta-feira   ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.