Home / Destaques / Bancada de MS pede ao Ministério da Saúde urgência no envio de medicamentos

Bancada de MS pede ao Ministério da Saúde urgência no envio de medicamentos

Deputados e senadores pediram medicamentos para intubação, manutenção e ventilação mecânica dos pacientes com Covid-19

Bancada pediu urgência no envio de medicamentos ao Estado – Foto: Divulgação

 

 

Deputados federais e senadores de Mato Grosso do Sul se reuniram neste sábado (27), virtualmente, com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e suplicaram por envio de medicamentos para o tratamento de pacientes com Covid-19 internados nos hospitais do Estado.

Participaram da reunião os senadores Nelson Trad Filho (PSD), Simone Tebet (MDB), Soraya Thronick (PSL) e os deputados federais Fábio Trad (PSD), Luiz Ovando (PSL), Beto Pereira (PSDB), Bia Cavassa (PSDB) e Rose Modesto (PSDB).

Na conversa, os parlamentares relataram a situação de colapso que os hospitais enfrentam no Estado, com leitos lotados e risco de falta de insumos.

“Tenho recebido inúmeras demandas de todos os hospitais de Mato Grosso do Sul pedindo a mesma coisa: medicamentos com urgência”, disse., disse o senador Nelson Trad Filho, coordenador da bancada federal.

O encontro foi motivado pelo pedido de socorro de três hospitais de Mato Grosso do Sul: El Kadri, Cassems e Santa Casa de Campo Grande.

De acordo com nota enviada pelas três instituições hospitalares, faltam medicamentos para intubação, manutenção e ventilação mecânica dos pacientes com Covid-19.

A senadora Simone Tebet disse ao ministro que os índices de transmissão e morte estão alarmantes no Estado.

“Somos um estado de fronteira, recebemos uma grande pressão por serviços públicos advinda da população dos países vizinhos. Por isso, precisamos de um número maior de medicação e vacinas”, afirmou.

Conforme a senadora, o atendimento hospitalar de moradores de cidades irmãs da fronteira gera excedente de 30% não previstos nos cadastros do Ministério da Saúde.

A senadora Soraya Thronicke também comentou que recebe muitas demandas sobre a urgência da necessidade de medicação.

A principal solicitação é por neurobloqueadores e sedativos, que estão escassos nos hospitais de referência e que são utilizados para intubação de pacientes.

Além dos medicamentos, os parlamentares também pediram pela ampliação das doses de vacina destinadas a Mato Grosso do Sul.

Um ofício foi elaborado com a lista de todos os itens em falta no Estado. Solicitação foi encaminhada pelo secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, como nomes e quantitativos dos medicamentos necessários para o pronto atendimento dos pacientes de Covid-19.

Marcelo Queiroga recebeu o documento, mas informou que só poderá dar uma resposta na segunda-feira (29).

Mato Grosso do Sul já tem 210.002 casos confirmados e 4.078 mortes desde o início da pandemia. Em isolamento domiciliar encontram-se 13.265 doentes. Recuperados somam em 191.576.

Há ainda 1.083 pessoas internadas, sendo 635 em leitos clínicos (435 público; 200 privado) e 448 em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) (346 público; 102 privado).

 

 

fonte: correiodoestado
Espalhe por ai:

Veja Também

Conta de luz ficará até 8,9% mais cara em Mato Grosso do Sul, decide Aneel

O aumento será de 7,28% para residências e de 10,69% para empresas de 74 cidades ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.