Brasil busca virada heróica sobre a Argentina e vence a segunda no vôlei masculino

Seleção brasileira perdeu os dois primeiros sets, mas conseguiu recuperar e ganhou outros três

Pela segunda rodada do Grupo B do torneio masculino de vôlei das Olimpíadas de Tóquio, o Brasil enfrentou a Argentina e venceu por 3 sets a 2 (19/25, 21/25, 25/16, 25/21 e 16/14), conquistando a segunda vitória consecutiva na competição.

Enquanto, os brasileiros entraram em quadra com o favoritismo e em busca de mais um triunfo, após superar a Tunísia na estreia, os argentinos perderam o primeiro jogo para a equipe representante do Comitê Olímpico Russo e buscavam a recuperação.

Forçando muito o saque desde o início, a Argentina quebrou o passe brasileiro e impôs dificuldades logo de cara.

Após algumas alternâncias na liderança do placar, os argentinos fizeram 15 a 14 e abriram vantagem.

Com o levantador De Cecco inspirado, um ataque que acertava quase tudo e uma defesa sólida, que proporcionou grande volume de jogo, a seleção argentina deslanchou no set e fechou em 25 a 19.

O segundo set começou da mesma maneira, com a Argentina quebrando o passe do Brasil. Logo os argentinos abriram vantagem e chegaram à maior diferença de pontos quando fizeram 12 a 8. Renan Dal Zotto mexeu no time, colocou Douglas no lugar de Leal e o Brasil melhorou, com Lucarelli entrando no jogo.

Os argentinos seguraram a reação, não permitiram a virada e voltaram a abrir na reta final. Solé atacou para fechar o set em 25 a 21.

Depois do começo ruim, o Brasil entrou no jogo no terceiro set. Renan Dal Zotto promoveu a entrada do levantador Fernando Cachopa, o que ajudou o ataque a brasileiro a entrar no jogo de vez.

Leal, Lucarelli e Lucão, apagados no primeiro tempo, brilharam ao lado de Wallace – que já vinha bem.

Somado a isso, os argentinos erraram muito e viram os brasileiros abrirem 4 pontos logo no início.

Bastou administrar – e aumentar – e aumentar a vantagem até o fim do set, que terminou com uma bela pegadinha de Cachopa: 25 a 16.

O quarto set foi bastante tenso. A Argentina começou melhor e chegou a ter seis pontos de vantagem por algum tempo, até o momento em que fez 14 a 9.

O Brasil mexeu, Bruninho voltou ao jogo, Alan substituiu Wallace, e os argentinos não conseguiram manter o ritmo. Após uma sequência de 5 a 0, o Brasil virou a partida com um 19 a 18.

Aproveitando o embalo – e alguns erros da Argentina, a seleção brasileira fechou o set em 25 a 21 e empatou em dois sets.

Em um quinto set muito equilibrado, Leal foi decisivo para o Brasil, que venceu por 16 a 14, conseguindo a virada.

VELHO CONHECIDO

Marcelo Mendez, técnico da Argentina, é um velho conhecido dos brasileiros e marcou a história do Cruzeiro. No clube mineiro, ele esteve em 12 temporadas e disputou 55 campeonatos, com 39 títulos.

Mendez deixou a Raposa em março deste ano. Além disso, o auxiliar Horacio Dileo trabalhou no Vôlei Campinas. Neste cenário, a comissão argentina conhecia bem alguns nomes da seleção brasileira.

OUTROS RESULTADOS

Também pela segunda rodada do Grupo B dos Jogos Olímpicos, a França venceu a Tunísia por 3 sets a 0 e a equipe que representa o Comitê Olímpico Russo superou os Estados Unidos por 3 sets a 1.

Enquanto França e Estados Unidos somam uma vitória cada, o time do Comitê Olímpico Russo alcançou seu segundo triunfo, assim como o Brasil. Argentina e Tunísia, ainda não venceram na competição.

fonte: correiodoestado
Espalhe por ai:

Veja Também

Governo amplia vagas e destina R$ 3,8 milhões para atletas e técnicos de MS

Número de vagas aumentou 45%, de acordo com publicação no Diário Oficial desta quinta-feira   ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.