Home / Destaques / Com aumento significativo de internações, Hospital Regional atinge 93% de ocupação de leitos

Com aumento significativo de internações, Hospital Regional atinge 93% de ocupação de leitos

Mato Grosso do Sul registrou 1.185 novos casos e 17 óbitos nas últimas 24 horas

Brasil já tem mais de 246 mil mortos por Covid-19 – Divulgação

 

 

Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS), unidade referência para o combater ao coronavíus no Estado, atingiu na manhã de hoje (23) 93% dos seus leitos de UTI ocupados.

Com o início da vacinação no Estado, o hospital informou que houve uma queda na taxa de ocupação, chegando a ter 73% no início de fevereiro. A menor taxa foi identificada no dia 6 de fevereiro, quando alcançou ocupação de 61%, mas logo depois a curva ascendeu de forma significativa.

A diretora-presidente do HRMS, Rosana Leite de Melo explicou que a instituição monitora de forma sistêmica essa curva, e que o novo aumento dos casos é causado pelo descumprimento do distanciamento social e das medidas de biossegurança.

“Essa é uma situação preocupante, uma vez que já tivemos com nossa capacidade máxima lotada e não queremos que isso aconteça novamente. Hoje o hospital tem 17 pessoas na sala azul e sete pacientes na área vermelha, sendo que ontem as salas estavam praticamente vazias. Tudo isso em menos de 24 horas”, disse.

O HRMS, que hospitalizou 12 pacientes de Rondônia em estado grave, não vai mais receber pacientes de outros estados. “Infelizmente estávamos com essa previsão e tivemos que informar o Governo de Rondônia de que não poderíamos mais atendê-los.

Do total de pacientes de Rondônia, um foi transferido a pedido da família para o Paraná, quatro morreram, três tiveram alta hospitalar e quatro ainda estão internados.

Boletim

O número de pessoas hospitalizadas com Covid-19 são 507, sendo 255 em leitos clínicos (181 público; 74 privado) e 252 em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) (185 público; 67 privado). Em isolamento domiciliar encontram-se 7.157 doentes.

De acordo com os dados do Boletim Epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (SES) desta terça-feira (23), nas últimas 24 horas foram registrados 1.185 novos casos e 17 mortes no Estado.

Mato Grosso do Sul totaliza 177.158 casos confirmados e 3.224 óbitos pela doença, recuperados chegam a 166.253.

Campo Grande registrou de ontem para hoje 324 novos casos; Dourados 121; Ponta Porã 56; Naviraí 54; e Três Lagoas 54.

Christinne Maymone, secretária adjunta de saúde, lamenta as famílias que perderam seus entes queridos de uma forma tão precoce para a doença.

Sintomas do novo coronavírus

É possível que o cidadão esteja infectado pelo vírus da Covid-19, caso apresente os seguintes sintomas:

  • Febre
  • Tosse seca
  • Perda do olfato
  • Perda do paladar
  • Falta de ar
  • Dificuldade para respirar
  • Dor ou pressão do peito

Orientações

A SES afirma que o isolamento social; o uso de máscara e álcool gel e a higienização das mãos com água e sabão são medidas imprescindíveis para conter a propagação do novo coronavírus.

Pessoas que apresentarem febre, tosse seca ou dor de garganta devem permanecer em isolamento por 14 dias e procurar uma unidade básica de saúde mais próxima.

“Qualquer sintoma, não importa sua idade, se você é uma criança ou idoso. Vá a uma unidade de saúde”, pede a secretária adjunta.

“A doença tem comportamento diferente de pessoa para pessoa. Procure atendimento médico”, acrescenta.

“É importante o isolamento, uso de máscara, a proteção individual e a diminuição das aglomerações. A pandemia não passou. Vidas estão sendo perdidas todos os dias”, apela o governador do Estado.

 

 

fonte: correiodoestado
Espalhe por ai:

Veja Também

Prêmio de 40 milhões da Mega-Sena tem uma aposta vencedora

Uma única aposta acertou os seis números do concurso 2363 da Mega-Sena realizado neste sábado (17) ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.