Home / Destaques / Com decolagens e pousos restritos, Aeroporto se torna pátio completamente vazio

Com decolagens e pousos restritos, Aeroporto se torna pátio completamente vazio

Em meio a pandemia do coronavírus, a cada semana são realizados, no máximo, 12 pousos ou decolagens em Campo Grande

Área destinada ao check-in presencial dos passageiros (Foto: Paulo Francis)

A movimentação intensa de passageiros e funcionários no Aeroporto Internacional de Campo Grande ficou para trás. Hoje, são feitos no máximo 12 voos semanais, entre pousos e decolagens, a partir da Capital sul-mato-grossense, o que corresponde a 10% do normal. É o que a Anac (Agência Nacional de Aviação) chama de “malha aérea essencial”.

Em média, antes da pandemia, Campo Grande tinha 120 voos por semana, 18 diários. ,mas no dia 28 de março teve início o período de redução de voos em todo o país, mantendo o serviço de embarque e desembarque apenas nas capitais e outras 19 cidades.

O número de voos semanais no Brasil que antes era de 14.781 passou para 1.241 e a redução deve continuar ao menos até o final deste mês.

Com o plano de redução, a região Centro-Oeste calculou a realização de apenas 135 voos entre março e abril. No Aeroporto Internacional de Campo Grande a media caiu para menos de 2 por dia, entre pousos e decolagens.

A assessoria de imprensa da Azul linhas aéreas informou que realiza apenas um voo diário entre segunda e sexta-feira. O destino e os horários são únicos. Saída de Campo Grande 8h45 com chegada prevista em Campinas às 9h45. Os desembarques ocorrem às 12h40.

Durante as terças, quintas e aos sábados sempre às 12h55 decolam aeronaves da Gol linhas aéreas  com destino ao Aeroporto de Guarulhos (SP). Outros voos saem de Guarulhos às segundas, quartas, sextas e domingos com destino a Campo Grande e pousam por volta de 12h20.

A Latam realizou apenas dois desembarques em Campo Grande neste mês e não há previsão para novos. Eles ocorreram nos dias 10 e 12 de abril, quinta e sábado, respectivamente. Os voos saíram do Aeroporto de Guarulho chegando na Capital sul-mato-grossense por volta das 8h45.

Fachada do Aeroporto Internacional de Campo Grande (Foto: Paulo Francis)

Em nota enviada  à reportagem do Campo Grande News, a Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) reforçou que o Aeroporto Internacional de Campo Grande está funcionando sem interrupção dos serviços, apesar da malha essencial. A Infraero recomenda aos passageiros que, antes de se deslocarem até o aeroporto, verifiquem diretamente com a companhia aérea se a programação do voo está mantida ou foi alterada.

A empresa reforçou que o Aeroporto de Campo Grande conta com uma série de medidas para garantir a segurança dos passageiros e empregados no combate à pandemia do coronavírus. “O terminal adotou todos os protocolos de higienização e segurança de passageiros e funcionários. Além disso, a Infraero intensificou a limpeza do aeroporto; ampliou a oferta de itens de higiene”, informaram.

 

 

 

 

fonte: campograndenews
Espalhe por ai:

Veja Também

Escolas estaduais terão aulas presenciais e remotas no ano letivo de 2021

Protocolo de biossegurança foi anunciado para as atividades presenciais O Governo de Mato Grosso do ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.