Com investimento de R$ 44,3 milhões, rodovia no Sul de MS vai receber pavimentação

O prazo para a execução do serviço é de, aproximadamente, 1 ano e 6 meses

 

A Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos de Mato Grosso do Sul (Agesul) assinou contrato de R$ 44,3 milhões para pavimentar a Rodovia MS-278 e trechos dos municípios de Caarapó e Fátima do Sul.

A empresa que irá executar o serviço é a Compasa do Brasil Distribuidora de Derivados de Petróleo Ltda. e tem o prazo de, aproximadamente, 1 ano e 6 meses, contados a partir da data de recebimento da Ordem de Início dos Serviços.

O trecho a ser asfaltado fica entre a BR-376 e a BR-163, no subtrecho KM 0 e KM 26,8, com extensão de 26,8 quilômetros.

Caarapó

Em maio, a Agesul também assinou contrato para obra no valor de R$ 55 milhões para pavimentação asfáltica da rodovia MS-278, em Caarapó.

Os trabalhos serão em um trecho de 30,91 km, tendo o prazo de 18 meses para serem concluídos.

A vencedora da licitação para a realização da obra foi a empresa Engepar Engenharia e Participações.

Essa obra faz parte do pacote lançado pelo governador Reinaldo Azambuja em janeiro deste ano, que tinha 11 obras de pavimentação e restauração em 296 km de rodovias estaduais, com um investimento de R$ 376,9 milhões.

Além da rodovia MS-278, as obras lançadas em janeiro contemplam as rodovias MS-382, MS-166, MS-278, MS-156, MS-162, MS-447, MS-425, MS-450 e MS-352, que passam pelas cidades de Terenos, Dourados, Caarapó, Fátima do Sul, Maracaju, Dois Irmãos do Buriti, Guia Lopes da Laguna, Bonito e Sidrolândia.

fonte: correiodoestado
Espalhe por ai:

Veja Também

Governo amplia vagas e destina R$ 3,8 milhões para atletas e técnicos de MS

Número de vagas aumentou 45%, de acordo com publicação no Diário Oficial desta quinta-feira   ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.