Home / Destaques / Conselho nacional valida aulas a distância em ano letivo que pode acabar em 2021

Conselho nacional valida aulas a distância em ano letivo que pode acabar em 2021

A decisão respalda as escolas de todo País durante a pandemia da covid-19 

Alunos na saída da Escola Hércules Maymone em Campo Grande antes da pandemia. (Foto: Henrique Kawaminami)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aulas a distância foram consideradas validas na tarde desta terça-feira pelo CNE (Conselho Nacional de Educação) e para todas as etapas de ensino, desde a educação infantil até o ensino superior. A decisão respalda as escolas de todo País durante a pandemia da covid-19. Porém, só podem ser contadas como carga horária regulamentar a partir do ensino fundamental, na educação infantil, o período deve ser reposto. Agora o texto segue para homologação do MEC (Ministério da Educação).

Em Mato Grosso do Sul, redes municipal e estadual de ensino estão com aulas suspensas, pelo menos, até fim de maio. As escolas particulares foram recomendadas a seguir o mesmo, antecipando as férias de julho.

O parecer aprovado hoje determina que as atividades não presenciais podem ser impressas e repassadas aos pais, ser ofertadas por meio digitais, videoaulas, plataformas virtuais de ensino e até pelas redes sociais.

Na educação infantil, etapa que compreende creche e pré-escola e atende crianças de até 5 anos de idade, a carga horária deve ser reposta em períodos não previstos como sábados ou férias, em ampliação da jornada escolar diária ou contraturno. O mesmo vale para escolas que decidirem não ofertar aulas a distância no ensino fundamental ou médio.

A recomendação é para que, quando o isolamento acabar, as escolas façam uma avaliação diagnóstica de cada estudante para verificar o que foi de fato aprendido no período de aulas remotas.

Já sobre as avaliações e os exames de conclusão do ano letivo de 2020, o Conselho recomenda que sejam levados em conta os conteúdos curriculares efetivamente oferecidos aos estudantes, considerando o contexto excepcional da pandemia. O CNE também prevê a possibilidade de estender o calendário 2021 adentro.

 

 

fonte:campograndenews
Espalhe por ai:

Veja Também

MS tem 406 pacientes internados com a covid e Saúde pede “medidas restritivas”

Durante live, titular da Secretaria Estadual de Saúde pediu a gestores municipais medidas como toque ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.