Da cadeirinha, aos faróis, veja o que muda na lei de trânsito a partir de hoje

Mudanças sancionadas no Código de Trânsito Brasileiro entram em vigor em todo País

Mudanças na legislação entram em vigor nesta segunda. (Foto: Kisiê Ainoã | Arquivo)

 

 

Mudanças no CTB (Código de Trânsito Brasileiro) entram em vigor a partir de hoje (12). Por isso, motoristas devem ficar atentos aos novos prazos para renovação da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e alterações sancionadas pelo presidente Jair Bolsonaro em outubro de 2020.

Uma das mudanças na legislação diz respeito aos exames de aptidão física e mental para renovação da CNH, ou seja, o documento agora será renovado da seguinte forma:

Pontuação – Também foi alterada a pontuação para suspensão da CNH. Agora o CTB estabelece a graduação de 20, 30 ou 40 pontos em 12 meses, dependendo se houver infrações gravíssimas ou não. Atualmente o documento é suspenso com 20 pontos, independente da infração.

Ou seja, caso o condutor tenha cometido duas ou mais infrações gravíssimas, a CNH será suspensa com 20 pontos.  Apenas uma infração gravíssima, a tolerância é de 30 pontos. E se não tiver cometido nenhuma infração gravíssima, o limite é de 40 pontos no período de 12 meses.

Veja como fica:


Atividade remunerada – Quem exercer atividades remuneradas no entanto só terá o documento suspenso com 40 pontos, independente das infrações. A regra é para motoristas de ônibus ou caminhões, taxistas, motoristas de aplicativo ou moto-taxistas. E, caso condutores participem de curso preventivo de reciclagem ao atingir 30 pontos, em 12 meses, toda a pontuação será zerada.

O exame toxicológico foi mantido para as categorias C, D e E. O teste verifica o consumo de substâncias psicoativas que, comprovadamente, comprometam a capacidade de direção. Quem tem menos de 70 anos também terá que se submeter ao exame a cada 2 anos e meio, independentemente da validade da CNH. Quem reprovar, tem a carteira suspensa por 3 meses.

Acidentes e bebida – Em casos de lesão corporal e homicídio causados por motorista embriagado, mesmo que sem intenção, a pena de prisão não pode ser substituída por outra mais branda. Antes a legislação admitia pena alternativa.

Cadeirinhas – A partir de hoje também, crianças com menos de 10 anos e que ainda não tenham 1,45 metro de altura devem usar cadeirinhas no banco traseiro ou assento de elevação. Antes apenas a idade da criança valia.

Motociclistas – No caso das motocicletas, a nova lei determina que crianças devem ter no mínimo 10 anos para andar na garupa. Antes a legislação permitia o transporte de crianças maiores de sete anos.

Quem andar com farol apagado da motocicleta será multado em até R$ 130, 16 com infração média. Antes disso, era infração gravíssima com multa, apreensão da CNH e possível suspensão do direito de pilotar.

Também foi reduzido a infração média, o ato de pilotar motocicleta sem viseira ou óculos de proteção ou com a viseira levantada, que antes era gravíssima.

Autoescola – Uma das alterações mais aguardadas pelos instrutores de trânsito enfim entrará em vigor. A partir de abril não serão mais obrigatórias as aulas noturnas no processo de formação de condutores.

A Lei 14071/20 revoga o §2º do art. 158, do CTB, que diz que parte da aprendizagem será obrigatoriamente realizada durante a noite.

Farol – O  uso de faróis acesos durante o dia em rodovias de pista simples continua como exigência. Em pista duplicada não é obrigatório. A lei também retira a obrigatoriedade do uso quando essas vias estiverem em perímetros urbanos.

Recall e blindagem – Em caso de convocação das montadoras para reparos nos veículos, o licenciamento anual só será liberado com o recall em dia. O objetivo da medida é garantir que seja feita a reparação de eventual falha no automóvel ou motocicleta e evitar acidentes.

Outro detalhe é que proprietários não precisam mais de autorização do Exército para blindagem de automóveis.

Sem pontos – Em alguns casos, a infração deixa de contar pontos na carteira. O porte do documento de habilitação (CNH, PPD ou ACC), por exemplo, será dispensado quando, em uma fiscalização, for possível ter acesso ao sistema informatizado para verificar se o condutor está habilitado. Hoje, esses documentos são de porte obrigatório.

 

fonte: campograndenews
Espalhe por ai:

Veja Também

Lojistas da Capital apostam em descontos de até 50% em produtos para o Dia das Mães

Essa é a segunda data comemorativa mais esperada pelo setor de varejo Faltando apenas dois ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.