Home / Destaques / Defesa Civil receberá R$ 1,3 milhão para ações contra incêndios em MS

Defesa Civil receberá R$ 1,3 milhão para ações contra incêndios em MS

Recurso liberado pelo Ministério do Desenvolvimento será usado na contratação de 21 brigadistas e para logística

Brigadistas combatem fogo na região do Pantanal em MS (Foto/Divulgação)

O Ministério do Desenvolvimento Regional autorizou empenho e repasse de R$ 1.351.360.09 ao Mato Grosso do Sul, recursos que serão usados em ações da Defesa Civil de combate às queimadas no Estado, principalmente na região da Serra do Amolar.

A liberação foi publicada hoje no Diário Oficial da União e refere-se a “execução de ações de resposta”. Os recursos serão liberados em prazo de 180 dias, a partir da edição de hoje.

A Defesa Civil deve apresentar prestação de contas, em prazo de 30 dias, a partir do término de vigência da portaria.

Pela lei, os recursos repassados à Defesa Civil podem ser usados em várias situações, entre elas, as “ações de respostas”, estratégias preventivas ou de apoio de assistência em casos de desastres naturais, como enchentes ou queimadas.

O tenente-coronel Fábio Santos Coelho Catarinelli, coordenador estadual da Defesa Civil, disse que esta é a terceira parcela liberada para o plano de ações no Estado. As outras duas foram de R$ 562 e R$ 3,8 milhões.

Os recursos liberados na portaria serão usados na contratação de 21 brigadistas, compra de equipamentos e ações de logística. Catarinelli diz que o foco de preocupação atualmente são os focos de incêndio na Serra do Amolar e no Porto Jofre, em Corumbá, próximo da divisa com Mato Grosso.

Somente este mês, já foram registrados mais de 1,5 mil focos de incêndio, principalmente,no Pantanal (689) que já perdeu 20% do seu território para as queimadas.

 

fonte: campograndenews
Espalhe por ai:

Veja Também

Escolas estaduais terão aulas presenciais e remotas no ano letivo de 2021

Protocolo de biossegurança foi anunciado para as atividades presenciais O Governo de Mato Grosso do ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.