Estado vai conceder 500 bolsas de iniciação científica para o ensino básico

Estudantes do ensino médio vão receber 400 bolsas de $ 400,00 e 100 professores contarão com bolsas de R$ 800,00

 

A segunda edição do Programa de Iniciação Científica e Tecnológica de MS (PICTEC), maior de Mato Grosso do Sul, vai destinar 500 bolsas de incentivo a alunos do ensino médio e professores da rede pública de ensino.

Serão investidos R$ 2,8 milhões, que serão distribuídos em 400 bolsas de $ 400 para alunos e 100 bolsas de R$ 800 para professores e coordenadores.

O investimento provém do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro) e da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundect).

O principal objetivo do PICTEC é garantir bolsas de estudo para alunos da rede pública de ensino, enquanto desperta o talento e a vocação para a pesquisa nos jovens.

O secretário da Semagro, Jaime Verruck, salienta que não se faz educação sem pesquisa.

“Nosso entendimento é de que, de forma estratégica, a pesquisa deve ser estimulada desde a educação básica. Com o PICTEC, nós estamos oferecendo esta oportunidade para alunos e professores da rede pública de ensino e colaborando com a produção científica das futuras gerações”, afirmou.

De acordo com o diretor-presidente da Fundect, Márcio de Araújo Pereira, o PICTEC é uma grande conquista para a ciência, pesquisa e educação do Estado.

“Vamos dar um salto na educação com este edital que nada mais é do que um grande sonho de todos nós que trabalhamos com ciência e educação, sonho que se tornou realidade com a parceria e colaboração de diversos agentes”, disse.

A segunda edição do PICTEC será lançada, oficialmente, na segunda-feira (16), em evento no auditório do Bioparque Pantanal.

Saiba

Na primeira edição do PICTEC, foram contemplados 50 professores/coordenadores dos projetos aprovados com bolsas de R$ 800 mensais e 188 estudantes com bolsas de iniciação científica no valor de R$ 400 mensais.

Os pesquisadores estiveram inseridos em 37 instituições de educação pública em 19 municípios e a soma chega a R$ 1,368 milhão investidos.

 

fonte: campograndenews
Espalhe por ai:

Veja Também

Conab estima produção de 49 mil toneladas de pluma de algodão em MS nesta safra

O número cresce a cada ano, mas ainda está longe de atingir o nível dos ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.