Home / Destaques / Frota de veículos no Mato Grosso do Sul cresce 8% nos últimos 3 anos

Frota de veículos no Mato Grosso do Sul cresce 8% nos últimos 3 anos

Estado possui mais de 1,6 milhões de automóveis registrados

Campo Grande conta com a maior frota veicular do Estado – Foto: Arquivo/Correio do Estado

 

De acordo com dados obtidos e divulgados pelo Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran-MS), a frota de veículos registrados no Estado apresentou crescimento nos últimos três anos. De 2017 até o momento, o aumento é de pelo menos 8%.

Em 2017, Mato Grosso do Sul contava com 1.482.652 veículos. Até novembro deste ano, o número ultrapassou a marca de 1,6 milhões sendo que, até o final de dezembro, mês em que ocorre intensa movimentação de compras de automóveis novos, o valor pode apresentar crescimento de 10% a 15%.

Campo Grande lidera como cidade com o maior número de veículos no Estado. A capital possui ao todo 589.818 carros e motos registrados, sendo que desde 2017 a frota apresentou crescimento de 38,7 mil veículos novos, o que corresponde a um crescimento de 7%.

Dourados é a segunda cidade no ranking, com 157.076 veículos, seguida de Três Lagoas, que atualmente possui 87.417 automóveis.

Para o diretor de Veículos do Detran-MS,  Agrícola Pedroso, os números apresentados são um reflexo do desempenho econômico do Estado. “Esse dado só demonstra que nosso Estado está crescendo economicamente, o que é muito positivo já que aumenta também a arrecadação e deixa claro que o poder aquisitivo do sul-mato-grossense tem aumentado”, enfatizou.

 

fonte: correiodoestado
Espalhe por ai:

Veja Também

MS tem 406 pacientes internados com a covid e Saúde pede “medidas restritivas”

Durante live, titular da Secretaria Estadual de Saúde pediu a gestores municipais medidas como toque ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.