[
Home / Destaques / Ginásio Guanandizão será um dos polos de vacinação da Covid-19 na Capital

Ginásio Guanandizão será um dos polos de vacinação da Covid-19 na Capital

Parque Ayrton Senna também foi cotado pelo secretário municipal de Saúde

Vacinação teve início nesta terça-feira – Foto: Bruno Henrique

 

Assim que Campo Grande receber doses suficientes das vacinas autorizadas, para a imunização em massa, o Ginásio Guanandizão será transformado em polo de vacinação contra a Covid-19.

Além do Guanandizão, o Parque Olímpico Ayrton Senna também foi cotado pelo secretário municipal de Saúde (Sesau), José Mauro Filho, para a criação de um drive-thru.

Questionado, José Mauro respondeu que a opção foi pensada “devido a estrutura já montada e a memória da população em relação a Covid.”

Sem citar nomes, o secretário disse ainda que outros pontos da cidade também serão destinados à campanha de vacinação, mas antes precisa garantir os imunizantes. “Se eu não tiver vacina não adianta eu colocar todo o meu efetivo nessas estruturas.”, completou.

O recebimento de novas doses depende da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Após a aprovação para o uso emergencial das vacinas de Oxford e CoronaVac, esta semana, o Instituto Butantan, co-desenvolvedor da CoronaVac, já deu entrada em outro pedido de liberação.

Desta vez o Instituto tenta viabilizar outras 4.6 milhões de doses para a população; estas foram produzidas no Brasil.

Na tarde desta segunda-feira (18), durante a cerimônia de abertura da vacinação contra o novo Coronavírus, o secretário de Estado de Saúde (SES), Geraldo Resende, disse que dependendo do desdobramento da decisão da Anvisa, a expectativa é de que Mato Grosso do Sul receba novas doses já na próxima semana.

“Cada lote deverá ser aprovado pela Anvisa, mas assim que forem aprovados nós já teremos, a partir da semana que vem, um novo quantitativo de vacinas para serem distribuídas em Mato Grosso do Sul.”, disse Resende lembrando que nenhum estado do país tem condições de comprar os imunizantes, já que o único fornecedor é o Sistema Único de Saúde (SUS).

1° Dia de Vacinação

A abertura da campanha “Vacina Campo Grande” de imunização contra a Covid-19 aconteceu na manhã desta terça-feira (19), na UBS Tirandentes.

Logo pela manhã, equipes da Sesau se deslocaram até a Santa Casa de Campo Grande, um dos três maiores hospitais da região, e também ao Asilo São João Bosco.

Conforme previsto pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra Covid-19, no grupo prioritário da fase 1 estão inclusos os profissionais da Saúde e idosos acima de 75 anos.

Sendo assim, e para conseguir distribuir as poucas doses recebidas até o momento, dentro deste quadro, tiveram mais prioridade os profissionais de Saúde que trabalham na linda de frente da pandemia e os idosos residentes em casas de apoio, asilos.

Ainda esta semana, o Hospital Universitário e o Hospital Regional de Mato Grosso do Sul também receberão as equipes, assim como um segundo asilo da Capital.

O estado recebeu pouco mais de 158 mil doses da CoronaVac ontem a tarde, sendo que, deste montante, 23.932 mil ficaram na Capital.

Cadastro

Para os outros integrantes do grupo prioritário: idosos com mais de 75 anos, profissionais de saúde de outras áreas e setores, e indígenas, a prefeitura de Campo Grande criou um site para receber o cadastro dessas pessoas.

Integrantes de outros grupos prioritários que serão vacinados em etapas futuras, como as pessoas com mais de 60 anos, pessoas com comorbidades, profissionais da Segurança Pública, entre outros, também poderão se cadastrar por esta ferramenta.

 

 

fonte: coreiodoestado
Espalhe por ai:

Veja Também

Procon quer colaborar com investigação sobre formação de cartel dos combustíveis

Ministério Público abriu inquérito para apurar a possível combinação de preços pelas distribuidoras     ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.