Home / Notícias / Governador autoriza realização de concurso público para Polícia Civil com 250 vagas

Governador autoriza realização de concurso público para Polícia Civil com 250 vagas

 

Os editais específicos com os conteúdos das provas, forma de avaliação e outros detalhes ainda serão publicados

Governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB) publicou decreto no Diário Oficial desta quarta-feira (3) que autoriza realização de concurso público para preenchimento de 250 vagas na Polícia Civil do Estado.

São 38 vagas para Perito Papiloscopista, 100 para Agente de Polícia Científica, 67 para Perito Oficial Forense Perito Criminal e 45 para Perito Médico-Legista.

A Secretaria de Administração e Desburocratização (SAD), em conjunto com a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), será responsável pela realização do certame, estabelecendo as normas e os procedimentos para o recrutamento e seleção dos candidatos.

Os editais específicos com os conteúdos das provas, forma de avaliação e outros detalhes, ainda serão publicados. O decreto está na página 2 do Diário.

Processo seletivo para Censo 2021

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou o primeiro edital dos processos seletivos simplificados para o Censo Demográfico 2021, são mais de 204 mil vagas temporárias para todo país, destinadas a qualquer candidato que possua Ensino Médio completo.

São oferecidas 2.502 vagas para recenseador, 84 vagas para agente censitário municipal (ACM) e 229 vagas para agente censitário supervisor (ACS).

Para ACM e ACS o certame segue aberto até 15 de março, já para recenseador, o período de inscrição vai de 23 de fevereiro a 19 de março, no site do Cebraspe. Os prazos diferentes permitem ao candidato participar dos dois processos seletivos. O resultado final está previsto para 27 de maio.

Taxa de inscrição para os caros de ACM e ACS é de R$ 39,49, interessados em serem recenseadores, deverão pagar R$ 25,77.

Todos os municípios de Mato Grosso do Sul serão visitados, os recenseadores serão os responsáveis por coletar informações nos municípios através de uma entrevista direta.

Era para o Censo ter sido realizado em 2020, mas foi adiado em razão à pandemia da Covid-19. Os processos seletivos abertos no ano passado foram cancelados, quem se inscreveu na seleção anterior não está garantido nesta, é preciso se candidatar novamente e pagar a taxa de inscrição.

Desde maio do ano passado, os inscritos na seleção cancelada podem solicitar o reembolso da taxa através da Central de Atendimento do IBGE, pelo telefone 0800 721 8181. A ligação é gratuita.

O edital apra ACM e ACS pode ser conferido aqui; edital para recenseador, aqui.

Requisitos

Para as vagas de agente censitário municipal (ACM) e gente censitário supervisor (ACS) é necessário ter ensino médio completo. Para recenseadores, só é exigido ensino fundamental completo.

As vagas são temporárias e os contratos terão duração prevista de três meses para a função de recenseador e de cinco meses para ACM e ACS.

Ideal é que recenseador more próximo de onde vai trabalhar. Nos municípios maiores e em áreas remotas, as vagas são oferecidas por áreas de trabalho específicas, que podem abranger bairros, favelas, localidades de difícil acesso, aldeias indígenas ou comunidades quilombolas, por exemplo.

Se o trabalhador morar perto do local onde vai atuar, portanto, haverá economia de custos com deslocamentos e maior produtividade nas visitas domiciliares.

Provas

ACM e ACS: a prova é objetiva de caráter eliminatório e classificatório, com 10 questões de Língua Portuguesa, 10 questões de Raciocínio Lógico Quantitativo, 5 questões de Ética no Serviço Público, 15 questões de Noções de Administração/Situações Gerenciais e 20 questões de Conhecimentos Técnicos.

Recenseador: prova também objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, com 10 questões de Língua Portuguesa, 10 questões de Matemática, 5 questões sobre Ética no Serviço Público e 25 questões de Conhecimentos Técnicos.

Ambas as provas terão duração de quatro horas e serão aplicadas no período da tarde. Os gabaritos preliminares serão divulgados no dia seguinte a aplicação das provas, a partir das 19h, no site do Cebraspe. Os conteúdos especificados estão disponíveis nos editais.

Candidatos aos cargos de recenseadores também receberão, além da prova, treinamento presencial e à distância, de caráter eliminatório e classificatório, com duração de cinco dias e carga horária de oito horas diárias.

Os candidatos que tiverem no mínimo 80% de frequência no treinamento receberão ajuda de custo. As contratações vão ocorrer após o treinamento e o trabalho de campo começa em agosto.

Remuneração

As remunerações para ACM é de R$ 2.100 e para ACS é de R$ 1.700, com jornada de oito horas diárias e 40 horas semanais.

Além do salário, ACM e ACS terão direito a auxílio-alimentação, auxílio-transporte, auxílio pré-escola, férias e 13º salário proporcionais.

Para as vagas de nível médio, as vagas de ACM serão ocupadas pelos mais bem colocados em cada município e serão responsáveis pela coordenação da coleta do Censo 2021 naquela cidade. Já o ACS supervisiona as equipes de recenseadores.

Já os recenseadores, que visitarão os domicílios, serão remunerados por produtividade. Serão levados em consideração quantidade de residências visitadas, pessoas recenseadas, a taxa de remuneração de cada setor censitário, o tipo de questionário preenchido (básico ou amostra) e o registro no controle da coleta de dados.

Está sendo elaborado um simulador no hotsite do Censo 2021 onde os candidatos poderão ter uma prévia de quanto receberão. A jornada de trabalho recomendável para os recenseadores é de, no mínimo, 25 horas semanais.

Outros concursos abertos em Mato Grosso do Sul

Escolagov

Governo do Estado abriu processo seletivo para selecionar e credenciar profissionais para atender atividades da Escolagov.

A seleção dos profissionais acontecerá por meio da Análise Curricular e as inscrições podem ser realizadas no site www.escolagov.ms.gov.br, entre 8 de fevereiro a 31 de março de 2021, podendo ser prorrogadas.

  • Consultor – realizar diagnósticos, levantar necessidades, identificar soluções e recomendar ações em áreas de interesse da Administração Pública;
  • Instrutor – ministrar cursos, workshops, oficinas, palestras, e afins ; elaborar material didático, com conteúdo e formato definidos pela Escolagov;
  • Tutor – orientar, acompanhar e estimular o processo de ensino/aprendizagem em curso a distância.

Os profissionais vão realizar as atividades de revisor de texto e intérprete de Libras.

Para se cadastrar é necessário ter ensino superior e possuir experiência comprovadas nas funções e atividades pretendidas.

O resultado será divulgado no Diário Oficial do Estado e todos os  convocados serão convidados pela Escolagov para um Encontro Pedagógico a ser realizado em Campo Grande.

Remuneração dos Prestadores de Serviços, por Função Desempenhada:

Função Valor por hora (R$)
Intérprete de Libras 60,00
Palestrante 150,00
Coordenador de curso 100,00
Web designer 90,00
Programador de PHP 90,00

Remuneração dos Prestadores de Serviços, por Trabalho:

Atividade Valor por lauda (R$)
Revisor de texto 10,00
Editoração 10,00

Edital completo pode ser conferido no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (8), a partir da página 133.

Marinha

O concurso da Marinha oferece 960 vagas para admissão ao Curso de Formação de Soldados Fuzileiros Navais.

Oportunidade é apenas para candidatos do sexo masculino, com idade entre 18 e 21 anos e ensino médio completo.

Inscrições serão abertas no dia 22 de fevereiro e seguem até o dia 23 de março, no site da Marinha do Brasil.

O curso tem duração de 17 semanas e, durante o período, alunos tem acesso a moradia, alimentação e remuneração.

Depois de formados, os fuzileiros aprovados cumprirão estágio inicial em uma das unidades da Marinha.

No Mato Grosso do Sul, são 79 vagas em Ladário.

 

 

fonte: correiodoestado
Espalhe por ai:

Veja Também

Fotojornalista Lilo Clareto morre aos 61 anos, vítima da covid

Poeta, despojado e referência na luta por justiça social, o fotojornalista Lilo Clareto, de 61 ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.