Home / Destaques / MS fecha semestre com quase 1 milhão de abates de suínos

MS fecha semestre com quase 1 milhão de abates de suínos

Preço médio do suíno vivo teve valorização no primeiro semestre de 24%

Produção de suínos em Mato Grosso do Sul (Foto: Semagro)

Mato Grosso do Sul encerrou o primeiro semestre do ano com abate de quase 1 milhão de cabeças de suínos, alta de 7% em comparação com o mesmo período do ano passado.

De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, de janeiro a junho deste ano foram 994 mil cabeças, enquanto os primeiros seis meses do ano passado fecharam em 927 mil cabeças.

Segundo a Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado), o preço médio do suíno vivo teve valorização no primeiro semestre de 24%, passando de R$ 3,77 para R$ 4,67 o quilo. “O bom desempenho das exportações brasileiras contribui para reduzir a oferta no mercado interno e, assim, ajuda equilibrar a produção e a demanda”, explica a economista Eliamar Oliveira, analista técnica do Sistema Famasul.

“Se o momento é de boa remuneração para o suinocultor, não é o mesmo que se vê quando o assunto é custo de produção. Os atuais preços do farelo de soja e do milho estão reduzindo o seu poder de compra porque, se por um lado o suíno valorizou 24% no comparativo anual, por outro o farelo de soja e o milho registraram alta de 31% e 46%, respectivamente”, completa.

Hong Kong, principal destino da carne, exportou volume de 7,9 mil toneladas, gerando faturamento de US$ 13,3 milhões para Mato Grosso do Sul.

 

fonte: campograndenews

 

Espalhe por ai:

Veja Também

Rede municipal também decide não retomar aulas presenciais em 2020

Semed considerou que faltam apenas 45 dias para fim do ano letivo e aulas remotas ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.