Home / Destaques / Pedágio na BR-163 terá valor reduzido em 53,94% a partir de sábado

Pedágio na BR-163 terá valor reduzido em 53,94% a partir de sábado

Para automóveis os valores ficaram de R$ 2 a R$ 3,90, conforme trecho; concessionária chegou a recorrer à Justiça contra medida

Por força de lei, a ANTT realiza, anualmente, o reajuste e a revisão das tarifas (Foto/Arquivo)

A partir da zero hora do dia 30 de novembro, os pedágios da BR-163 terão o preço reduzido, conforme decisão da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres). Em análise técnica, foram constatadas “inexecuções contratuais”, a diretoria colegiada votou pela redução média da tarifa básica em 53,94%.

Por força de lei, a ANTT realiza, anualmente, o reajuste e a revisão das tarifas de pedágio das rodovias federais concedidas. Essas alterações tarifárias são aplicadas no aniversário do início da cobrança de pedágio.

As alterações de tarifa são calculadas a partir da combinação de três itens previstos em contrato: reajuste, revisão e arredondamento tarifário.

Os pedágios custavam de R$ 5,10 a R$ 7,80 para veículos de passeio ou comerciais (por eixo). Para motociclistas, o valor era de R$ 2,50 a R$ 3,90.

Agora, para automóveis, caminhonetes e furgões, o valor foi reduzido nas nove praças existentes na BR-163.

P1– Mundo Novo – R$ 2,00
P2- Itaquiraí/Naviraí – R$ 3,30
P3- Caarapó – R$ 3,30
P4– Rio Brilhante – R$ 3,40
P5– Campo Grande – R$ 3,90
P6- Bandeirantes/Rochedo/Jaraguari – R$ 2,70
P7-São Gabriel do Oeste- R$ 2,60
P8- Rio Verde de Mato Grosso – R$ 3,90
P9-Pedro Gomes/Sonora – R$ 2,60

Para conferir todos os valores, clique aqui.

Histórico – Em junho deste ano, a agência notificou a CCR informando que a partir de setembro aplicaria a redução da tarifa. A partir daí, a empresa pediu a suspensão do Fator D, índice que calcula o reajuste das tarifas com base no desempenho da concessionária no cumprimento do contrato, e teve as tentativas negadas pela Justiça duas vezes.

Mesmo assim, após as duas negativas, manteve o valor da cobrança.

A concessionária pedia a suspensão das obrigações de investimento previstas em contrato e que a empresa não seja punida até que, ao final do processo, a ANTT fosse condenada a revisão o contrato de concessão.

Em nota, a assessoria da CCR MSVia, responsável pela gestão do trecho sul-matogrossense da BR 163, informou que irá recorrer de redução da tarifa. A empresa alega que, apesar dos fortes desequilíbrios existentes no atual contrato, a concessionária tem mantido a conservação da rodovia e o atendimento médico e mecânico aos usuários. “A CCR MSVia se mantém à disposição para o diálogo e confia nas autoridades do Poder Judiciário e do Poder Concedente na busca de uma solução”, finaliza.

 

fonte: campograndenews
Espalhe por ai:

Veja Também

Enfermeiros fazem greve por falta até de agulha em postos de saúde

Profissionais também cobram pagamento de incentivo repassado pelo Ministério da Saúde     Profissionais de ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.