Home / Destaques / Pelo Dia do Idoso, ação cobra espaços para envelhecer bem e acessibilidade

Pelo Dia do Idoso, ação cobra espaços para envelhecer bem e acessibilidade

Serviços gratuitos também são oferecidos na Praça Ary Coelho até às 12h, para todas as idades

Caminhada Feliz Rumo à Dignidade e Prevenção ao Suicídio reúne serviços gratuitos e atividade física. (Foto: Henrique Kawaminami)

Qualidade de vida, políticas públicas e acessibilidade são as principais bandeiras levantadas na “Caminhada Feliz Rumo à Dignidade e Prevenção ao Suicídio”. O evento em comemoração antecipada ao Dia Nacional do Idoso também fala de um mal cada vez mais em destaque, as mortes por depressão. Na Praça Ary Coelho, na manhã deste sábado (28), também são oferecidos serviços gratuitos.

Sem focar em índices negativos, como a quantidade de casos de violência contra idosos, a concentração que antecipa o dia 1º de outubro, busca “celebrar a vida”. Coordenador do FPDDPI (Fórum Permanente de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa), Nelson Afonso chamou atenção para necessidade de valorizar a terceira idade e chamar atenção para o desenvolvimento de políticas para acessibilidade em locais públicos.

De acordo com Nelson, a principal solicitação é que se criem “Centros Dia”, espaços públicos que ofereçam atendimento com reabilitação, convivência e lazer durante o dia todo. “A ideia é que as famílias possam deixá-los durante o dia para buscar no fim da tarde”.

O prefeito Marquinhos Trad também foi à caminhada e reforçou a importância de pensar em envelhecimento. “Todos vamos perder a força e a capacidade de enxergar com os olhos. Então é necessário enxergar com o coração”.

Tonilza Gonçalves de Souza aproveitou o evento para sair de casa. (Foto: Henrique Kawaminami)
Tonilza Gonçalves de Souza aproveitou o evento para sair de casa. (Foto: Henrique Kawaminami)
Prefeito Marquinhos Trad participou do evento e reforçou importância do evento. (Foto: Henrique Kawaminami)
Prefeito Marquinhos Trad participou do evento e reforçou importância do evento. (Foto: Henrique Kawaminami)
Frequentadora assídua em centros de convivência para idosos, Tonilza Gonçalves de Souza, de 64 anos, ficou sabendo do evento e resolveu participar. A aposentada mora sozinha e faz aulas de canto e dança nos centros dos bairros Piratininga e Moreninhas. “Me sinto adolescente, quando saio sozinha ninguém me segura”, contou.

Prevenção ao suicídio – Simultaneamente houve a 2ª Caminhada de Prevenção ao Suicídio. De acordo com o Capelão Hospitalar, Edilson dos Reis, a faixa etária que mais comete suicídios é a dos idosos. “Isso é consequência do abandono, da solidão e da negligência. Eles são negligenciados principalmente quando o assunto é saúde mental”, relatou.

Durante a ação houve panfletagem do Comitê de Prevenção ao Suicídio. Parte da organização, Valmir João da Cruz, explicou que o trabalho do comitê é quebrar tabus em relação à saúde mental. As atividades desenvolvem conscientização sobre respeito e mostram que doença mental não é “charme”.

Serviços – Além de celebrar o Dia Nacional do Idoso, o evento também conta com serviços gratuitos disponíveis no local até às 12 horas. Estão presentes o Procon, realizando atendimento e renegociação de dívidas e solucionando casos específicos que atormentam a terceira idade, como os empréstimos consignados.

Também estão na praça equipes da Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul, serviços de atendimento à saúde, Cruz Vermelha, profissionais da Unigran e da Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia).

Serviços de saúde estão sendo oferecidos no local. (Foto: Henrique Kawaminami)
Serviços de saúde estão sendo oferecidos no local. (Foto: Henrique Kawaminami)
Caminhada reuniu pessoas de todas as idades. (Foto: Henrique Kawaminami)
Caminhada reuniu pessoas de todas as idades. (Foto: Henrique Kawaminami)

 

 

 

 

 

fonte: campograndenews
Espalhe por ai:

Veja Também

Enfermeiros fazem greve por falta até de agulha em postos de saúde

Profissionais também cobram pagamento de incentivo repassado pelo Ministério da Saúde     Profissionais de ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.