Home / Destaques / Por orientação do MEC, UFMS suspende convocações da 2ª chamada do Sisu

Por orientação do MEC, UFMS suspende convocações da 2ª chamada do Sisu

Universidade teve que enviar comunicado aos alunos que foram convocados na segunda chamada para realizar matrícula

Campus da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul em Campo Grande (Foto: Divulgação/UFMS)

 

Por orientação do MEC (Ministério da Educação), a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) suspendeu as convocações e as matrículas em segunda chamada do Sisu (Sistema de Seleção Unificada), processo de seleção das universidades ligado ao Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

Diretor de escola em Campo Grande compartilhou nas redes sociais imagem que reproduz email recebido por um aluno que havia sido aprovado, em segunda chamada, e convocado para realizar matrícula na Universidade. As convocações a partir da segunda chamada ocorrem em razão da lista de espera com vagas de alunos aprovados em primeira chamada que não realizaram matrícula.

Segundo a UFMS, a suspensão é temporária, “até segunda ordem”, por orientação do MEC. Por meio da assessoria de imprensa, a Universidade disse que o Ministério suspendeu a lista de espera, que havia sido divulgada na quinta-feira (6).

“Contudo, horas depois, o próprio MEC solicitou que não utilizássemos a lista publicada e que aguardássemos novas orientações, suspendendo temporariamente a Segunda Chamada. A UFMS aguarda por novas orientações do MEC. Não é possível, neste momento, mensurar a quantidade de candidatos que serão atingidos com a suspensão, pois, esta informação deve ser verificada na Lista de Espera”, diz a nota enviada pela Universidade.

Email recebido por estudante, divulgado por diretor de escola nas redes sociais (Imagem: Reprodução)Email recebido por estudante, divulgado por diretor de escola nas redes sociais (Imagem: Reprodução)

Problemas – Universidades e estudantes Brasil aforam tem reclamado, desde ontem, de “erros” na lista de espera. Segundo o G1, estudantes afirmam que o site não considerou a inscrição na lista de espera para quem escolheu apenas uma opção de curso.

Outras denúncias marcaram todo o processo seletivo. Depois da prova do Enem, candidatos relataram confusão com os cadernos e na correção do gabarito, que teria atingido mais de 5 mil alunos, problema confirmado pelo MEC.

Depois da chuva de críticas, Arnaldo Lima, secretário de Educação Superior, pediu desligamento do cargo no dia 30 de janeiro. Grupo de deputados e senadores também apresentou pedido de impeachment do ministro da educação Abraham Weintraub no STF (Supremo Tribunal Federal), na quarta-feira (5).

Eles alegam, conforme a Folha de São Paulo, postura ofensiva e permeada de expressões de baixo calão em redes sociais e audiências realizadas na Câmara”. O ministro do STF Ricardo Lewandowski foi sorteado como relator do pedido.

 

fonte: campograndenews
Espalhe por ai:

Veja Também

Comércio ficará aberto até mais tarde a partir do dia 5 de dezembro

Horário será ampliado devido ao período de fim de ano, que costuma ser de maior ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.