Home / Destaques / Prefeitura prorroga Refis e quer arrecadar mais R$ 7 milhões

Prefeitura prorroga Refis e quer arrecadar mais R$ 7 milhões

Prazo para renegociar dívidas com o município é estendido até 23 de dezembro

Contribuintes podem procurar a central do IPTU à partir de amanhã – Foto: Valdenir Rezende

 

A Câmara Municipal de Campo Grande aprovou hoje a prorrogação do Programa de Pagamento Incentivado (PPI), conhecido como Refis.  Os contribuintes com débitos com a Prefeitura Municipal de Campo Grande tem um novo prazo para renegociar os débitos. O novo prazo começa nesta quarta-feira (11) e vai até o dia 23 de dezembro.

De acordo com  o secretário de Finanças e Planejamento, Pedro Pedrossian Neto, com a nova etapa a gestão municipal pretende arrecadar mais R$ 7 milhões. O secretário ainda reforçou que a verba será utilizada também para o pagamento do 13° salário do servidor do município.

A primeira parte da edição de Natal do programa arrecadou R$ 15,7 milhões. A ação começou no dia 11 de novembro e foi até o dia 5 de dezembro. O programa abrange todos os tributos cobrados pelo município – Imposto sobre Serviços (ISS), Imposto sobre a Transmissão de Bens Móveis (ITBI), taxas públicas e, principalmente, o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

Os débitos podem ser quitados à vista com desconto de 90% da atualização monetária, dos juros de mora incidentes sobre o valor do crédito tributário e multa, quando houver. No caso de parcelamento ou reparcelamento em até seis vezes, a remissão será de 75%. Para quem pagar em 12 parcelas, o desconto cai para 30%. Conforme o Executivo Municipal, em média são atendidos 800 contribuintes por dia, no expediente que começa às 8 horas e termina às 16 horas, com 50 guichês de atendimento, na Central do IPTU [Imposto Predial e Territorial Urbano] , localizada na Rua Arthur Jorge, nº 500.

DÉCIMO

A prefeitura aguarda mais essa etapa do Refis para o pagamento do 13° salário e da folha de pagamento de dezembro dos quase 24 mil funcionários municipais. Somente para o 13° salário, que será pago integralmente dia 20 de dezembro, a prefeitura precisa de R$ 101 milhões. Segundo o secretário municipal o resultado da arrecadação do Refis Natalino também será investido no pagamento dos servidores municipais.

O prefeito de Campo Grande, Marcos Trad (PSD), havia declarado ao Correio do Estado que estaria com dificuldades para juntar os recursos para o pagamento do 13º. “Nós estamos juntando, muito embora tenha diminuído nosso Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços  [ICMS], de 25% para 18%, e os repasses do governo federal também, todos eles foram diminuídos, e como a taxa de inadimplência do IPTU subiu, estamos fazendo economia de casa para honrar as nossas obrigações”, justificou o prefeito.

Mesmo com a diminuição da receita, o prefeito garantiu que vai conseguir pagar. “Nós vamos cumprir a lei, mas se tivermos condições de antecipar, dependendo do que a gente for arrecadar com o Refis, a gente antecipa”, declarou.

 

fonte: correiodoestado
Espalhe por ai:

Veja Também

MS tem 406 pacientes internados com a covid e Saúde pede “medidas restritivas”

Durante live, titular da Secretaria Estadual de Saúde pediu a gestores municipais medidas como toque ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.