Procon-MS faz levantamento de preços de produtos alimentícios em Campo Grande e Dourados

Veja quais estabelecimentos dentro da listagem do Procon são mais caros e mais baratos

O valor dos produtos essenciais da cesta básica têm subido muito – Álvaro Rezende

A Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS) realizou uma pesquisa a respeito de diversos produtos alimentícios, incluindo os de cesta básica, necessários para sobrevivência de um ser humano.

O objetivo é demonstrar ao consumidor como é importante pesquisar preços antes de adquirir produtos, com o intuito de economizar ao máximo.

A análise foi realizada em Campo Grande, de 30 de novembro a 4 de dezembro, e em Dourados, de 16 a 20 de novembro.

Na capital, o levantamento foi realizado nos seguintes estabelecimentos:

  • Legal Supermercados
  • Mercado Mister Junior LTDA
  • Pag Poko
  • Real Supermercados
  • Supermercado Pires
  • Supermercado Lunardi
  • Supermercado Camila
  • Supermercado Comper
  • Supermercado Guaicurus
  • Supermercado Marques
  • Supermercado Duarte
  • Mercado do Produtor
  • Extra Hipermercado
  • Horitifruti Santa Rita

Preços de produtos, de locais e marcas variadas, considerados essenciais em Campo Grande

  • Arroz: o local mais barato que vende o produto de 5kg é o Supermercado Lunardi, com preço de R$21,99. E o mais caro é o Extra Hipermercado, custando R$25,59.
  • Feijão Carioca: o local mais barato que vende o produto de 1kg é o Supermercado Lunardi, com preço de R$5,99. E o mais caro é o Legal Supermercados, custando R$8,49.
  • Óleo de soja: os locais mais baratos que vendem o produto de 900ml são o Supermercado Real e Pag Poko, com preço de R$6,89. E o mais caro é o Extra Hipermercado, custando R$8,29.
  • Sal refinado: o local mais barato que vende o produto de 1kg é o Real Supermercado, com preço de R$1,49. E o mais caro é o Supermercado Lunardi, custando R$2,29.
  • Açúcar cristalizado: o local mais barato que vende o produto de 2kg é o Supermercado Comper, com preço de R$4,69. E o mais caro é o Extra Hipermercado, custando R$5,79.
  • Macarrão tipo espaguete: o local mais barato que vende o produto de 500g é o Mercado Mister Junior, com preço de R$2,75. E o mais caro é o Supermercado Lunardi, custando R$3,55.
  • Laranja, da qualidade pera: o local mais barato que vende 1kg do produto é o Real Supermercado, com preço de R$1,89. E o mais caro é o Extra Hipermercado, custando R$3,99.
  • Para ver comparação de preços de mais produtos em estabelecimentos da capital, clique aqui.

Já em Dourados, o estudo foi realizado nos seguintes estabelecimentos:

  • Supermercado ABV
  • Supermercado Paraná
  • Supermercado Pérola
  • Supermercado São Francisco
  • Sacolão Oshiro

Preços de produtos, de locais e marcas variadas, considerados essenciais em Dourados

  • Arroz: o local mais barato que vende o produto de 5kg é o Supermercado Pérola, com preço de R$23,99. E o mais caro são os Supermercados ABV e São Francisco, custando R$26,49.
  • Feijão Carioca: o local mais barato que vende o produto de 1kg é o Supermercado ABV, com preço de R$7,49. E o mais caro é o Supermercado São Francisco, custando R$8,15.
  • Óleo de soja: os locais mais baratos que vendem o produto de 900ml é o Supermercado Paraná, com preço de R$6,79. E o mais caro é o Supermercado São Francisco, custando R$8,89.
  • Sal refinado: os locais mais baratos que vendem o produto de 1kg é o Supermercado ABV e Paraná, com preço de R$1,49. E o mais caro é o Supermercado São Francisco, custando R$2,15.
  • Açúcar cristalizado: o local mais barato que vende o produto de 2kg é o Supermercado Paraná, com preço de R$4,50. E o mais caro é o Supermercado São Francisco, custando R$5,99.
  • Macarrão tipo espaguete: o local mais barato que vende o produto de 500g é o Supermercado Pérola, com preço de R$3,49. E o mais caro é o Supermercado São Francisco, custando R$4,39.
  • Laranja, da qualidade pera: o local mais barato que vende 1kg do produto é o Sacolão Oshiro, com preço de R$1,97. E o mais caro é o Supermercado ABV, custando R$3,98.
  • Para ver comparação de preços de mais produtos em estabelecimentos de Dourados, clique aqui.

Campo Grande registrou a maior variação acumulada do IPCA no Brasil e o grupo de alimentação e bebidas se destaca.

 

 

fonte: correiodoestado
Espalhe por ai:

Veja Também

Governo amplia vagas e destina R$ 3,8 milhões para atletas e técnicos de MS

Número de vagas aumentou 45%, de acordo com publicação no Diário Oficial desta quinta-feira   ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.