Home / Destaques / Rio Paraguai atinge nível “zero” em Ladário, o que pode prejudicar navegação

Rio Paraguai atinge nível “zero” em Ladário, o que pode prejudicar navegação

Nessas condições, é preciso ter mais cuidado e cautela ao navegar, já que bancos de areia já são visíveis em alguns locais

Redução do nível do rio implica em restrições de navegação. (Foto: Governo de MS)

Nesta terça-feira de recorde de maiores temperaturas máximas em Mato Grosso do Sul, o nível do Rio Paraguai chegou à marca “zero”. Isso significa maiores cuidados para navegação e indica uma estiagem severa. Chuva de 9 milímetros registrada em 22 de setembro não foi capaz de alterar o declínio da altura do rio, que é a menor em 50 anos.

O tenente Rodrigo Fernando Queiroz de Oliveira, da Marinha do Brasil em Ladário, explica que o marco “zero” do rio não significa que o local está inavegável, mas que é necessário maiores cuidados na navegação. Ele afirma, por exemplo, que todos que forem navegar pelo rio, precisam da Carta Náutica, que indica as previsões de profundidade e trechos mais ou menos navegáveis.

Segundo dados da ANA (Agência Nacional de Águas), pelo Mapa das Secas, monitoramento que acompanha os níveis de estiagem, a região norte e oeste do Estado, onde está localizado o Pantanal sul-matogrossense, há seca grave.

Tal situação é alerta porque pode ocasionar “perdas de cultura ou pastagens prováveis; escassez de água comuns; restrições de água impostas”. A região é abastecida pelo rio e tem uma população de 135,7 mil habitantes.

Em relação à navegabilidade, em junho deste ano, já havia problemas e o nível do Rio Paraguai estava maior. Na ocasião, o secretário Jaime Verruck, da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) informou que devido o baixo nível, “as barcaças que normalmente estariam operando com 100% da carga, reduziram em um terço e até metade da capacidade. Isso altera a competitividade do frete, precisa muito mais barcaças para levar a mesma carga que demandaria num período normal.”

 

fonte: campograndenews
Espalhe por ai:

Veja Também

MS tem 406 pacientes internados com a covid e Saúde pede “medidas restritivas”

Durante live, titular da Secretaria Estadual de Saúde pediu a gestores municipais medidas como toque ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.