Rodovia danificada por transporte de minério é recapeada pelo governo federal

A obra foi executada entre a ponte sobre o rio Paraguai e a cidade de Corumbá

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) concluiu mais uma etapa de revitalização da BR-262 entre a ponte do Rio Paraguai e a cidade de Corumbá. Importante rota de escoamento para o porto de Santos (SP), o trecho de 23 quilômetros sofre constantemente pela deteriorização potencializada pelo transporte intenso de minérios da Vale.

Conforme noticiado pelo Correio do Estado, sem recursos orçamentários para licitar a restauração do trecho crítico da BR-262, que compreende 49 km entre o Buraco da Piranha e a ponte sobre o Rio Paraguai, em Corumbá, o Dnit optou por realizar um serviço emergencial e paliativo na via que recebe mais de 200 bitrens por dia.

Construída na década de 1980, a BR-262 possui um longo histórico de erosões, infiltrações e buracos na pista.

Para a recuperação dos 23 quilômetros, foram investidos 2,85 milhões.

Segundo o Dnit, foram realizados trabalhos de revitalização do pavimento com aplicação de micro revestimento, reparos superficiais e profundos.

Os trechos revitalizados estão localizados do km 739 ao km 744 e do km 773,5 ao km 755,5.

Através das redes sociais, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas relatou que a revitalização da rodovia é uma das prioridades do governo federal.

“Para quem chega ao Pantanal de carro, temos um novo trecho reconstruído da BR-262 em Mato Grosso do Sul no acesso à cidade de Corumbá, desde a ponte sobre o Rio Paraguai até a fronteira com a Bolívia. Infraestrutura em favor do turismo e da integração internacional”, disse Freitas.

A BR-262 é uma rodovia federal transversal, também responsável por ligar o litoral brasileiro até a fronteira com a Bolívia.

A pista se inicia em Vitória, no Espírito Santo, e termina na cidade de Corumbá, em MS.

Toda essa trajetória possui mais de 2,3 mil quilômetros, entre segmentos planejados, pavimentados e duplicados.

No trecho entre Vitória e Corumbá, a rodovia passa pelos estados de São Paulo e de Minas Gerais, adentrando o Mato Grosso do Sul por Três Lagoas (MG), passando por Campo Grande e Corumbá.

 

fonte: correiodoestado
Espalhe por ai:

Veja Também

Governo amplia vagas e destina R$ 3,8 milhões para atletas e técnicos de MS

Número de vagas aumentou 45%, de acordo com publicação no Diário Oficial desta quinta-feira   ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.