Home / Destaques / Secretário fala em epidemia de dengue e não descarta decreto de emergência

Secretário fala em epidemia de dengue e não descarta decreto de emergência

Três, das 11 mortes registradas no Estado, ocorrem na Capital, neste ano

O secretário municipal de Saúde José Mauro. (Foto: Divulgação/PMCG)

 

O secretário municipal de Saúde, José Mauro Pinto de Castro Filho, já considera epidemia técnica de dengue no município de Campo Grande. Embora o número de notificações ainda não tenha alcançado os 300 casos para cada 100 mil habitantes, a Capital registra o maior número de óbito em Mato Grosso do Sul, foram 3 de um total de 11, entre 1º de janeiro e 12 de fevereiro deste ano.

Além disto, houve aumento de 15% no atendimento nas unidades de saúde da Capital. “Tecnicamente há como confirmar uma epidemia”, afirmou o secretario em agenda pública, na amanhá deste sábado. Considerando o número de 1.671 notificações, numa população de 832.350, portanto, cerca 200 casos para cada 100 mil habitantes.

José Mauro ressalta que em relação a dengue é verificado um aumento das notificações, porém, decreto de situação de emergência, como feito no ano passado, ocorrerá apenas em conjunto com o governo do Estado.

O prefeito Marquinhos Trad relembra que, apesar disto, o número de notificações ainda é menor do que o verificado, à época do decreto, em fevereiro de 2019. Segundo ele, as medidas de prevenção não podem partir exclusivamente do município. “Mais de 80% dos focos de dengue estão em residências particulares”, ressaltou.

Estado – Atualmente, 48 cidades do Estado apresentam índice de dengue considerado de epidemia pela OMS (Organização Mundial de Saúde), com mais de 300 casos notificados por 100 mil habitantes. A situação mais grave é em Pedro Gomes e Corumbá.

Os secretários municipais de saúde destas cidades foram orientados a criar salas exclusivas para o atendimento de pessoas com dengue. A ideia é disponibilizar espaços para o monitoramento diário da doença e reidratação dos pacientes.

 

fonte: campograndenews
Espalhe por ai:

Veja Também

MS tem 406 pacientes internados com a covid e Saúde pede “medidas restritivas”

Durante live, titular da Secretaria Estadual de Saúde pediu a gestores municipais medidas como toque ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.