Home / Destaques / Semana fecha com redução em mortes, mas nova alta nos testes positivos em MS

Semana fecha com redução em mortes, mas nova alta nos testes positivos em MS

Barreira para teste da covid entre caminhoneiros. (Foto: Arquivo/Marcos Maluf)

Depois de uma alento na semana anterior, a barra de contaminações na 35ª semana epidemiológica fechou em alta em Mato Grosso do Sul. Nos últimos 7 dias, o Estado registrou mais 6.125 infectados.

Já em relação as mortes, a notícia é positiva. A semana termina com o menor índice do mês: 84 vítimas fatais. Mas agosto é ainda o pior até agora, com 430 mortes já registradas, mas da metade do total de 840 vítimas.

O pico de sepultamentos ocorreu há 14 dias, com 123 mortes no Estado. Veja a evolução:

Mesmo assim, são 17 mortes em Mato Grosso do Sul desde ontem, 8 delas em Campo Grande. Neste sábado (29), os dados da Secretaria Estadual de Saúde seguem em patamar alto no avanço da covid-19, o que indica que, tanto Estado, quanto Capital, estabilizaram no topo da curva desta pandemia.

Há um mês, em Campo Grande eram registrados 6 óbitos por dia. Ontem, esse índice chegou a 8 e hoje caiu para média de 7,7 mortes ao dia. Com mais 296 infectados, a cidade fecha a semana com 20.801 contaminados, mais que o dobro do número registrado até o fim de julho.

A Capital também passou a integrar a lista dos 10 municípios com maior incidência da covid-19, com mais de 22 testes positivos para cada grupo de 100 habitantes

“Isso desmente, joga por terra informações que criam confusão na cabeça das pessoas na Capital. Informações distorcidas. Meias verdades e inverdades não vão colaborar no combate ao coronavírus”, reclamou o secretário de Saúde, Geraldo Rezende.

Mas na comparação geral com os índices da pandemia, ao contrário de Mato Grosso do Sul, a Capital “empatou” nas últimas duas semanas, com cerca de 2.600 casos a cada 7 dias.

Em relação aos óbitos, Campo Grande segue a mesma tendência de queda do Estado, passando de 56, para 49 e agora 44 vítimas fatais na semana.

Neste sábado são mais 871 contaminados na conta de 48.023 no total em Mato Grosso do Sul e outros 296 casos positivos em Campo Grande do total de 20.801, número diário menor em comparação aos outros desta semana,

Sobre casos mais graves, 559 pessoas estão hospitalizadas neste sábado por conta do coronavírus em Mato Grosso do Sul, 261 em UTIs.

Nos últimos 7 dias, a lotação de UTIs apresentou relativo controle, com índice máximo na Macrorregião de Campo Grande em 80% na terça-feira passada. Hoje, essa taxa é de 72%

O secretário voltou a reclamar de “pessoas” que menosprezam o avanço da doença na Capital e criticas de que a cidade superlota UTIs por conta de pacientes do interior.

“45% dos recursos que a Capital recebe é para dar atendimento a todo o Estado de Mato Grosso do Sul, a municípios onde não tem vaga de UTI.  Só 15% dos pacientes internados da Capital são do interior. Não é nenhuma generosidade. É uma obrigação”, reclamou.

Mortes – Todas as vítimas das últimas 24 horas tinham comorbidades que pioraram o quadro da covid.

Em Campo Grande, das oito mortes desde ontem, as vítimas tinham entre 57 e 88 anos: 5 homens e 3 mulheres.

Corumbá registrou 5 mortes, 3 vítimas foram homens  e 2 mulheres, entre as idades de 52 e 75 anos. Costa Rica teve um óbito de idoso de 78 anos. Aparecida do Taboado também registrou óbito de um homem de 73 anos.

Nova Alvorada do Sul informou apenas uma morte, homem de 56 anos. A última cidade com morte foi Três Lagoas, com morte de uma senhora de 65 anos.

 

fonte: campograndenews
Espalhe por ai:

Veja Também

Escolas estaduais terão aulas presenciais e remotas no ano letivo de 2021

Protocolo de biossegurança foi anunciado para as atividades presenciais O Governo de Mato Grosso do ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.