Home / Destaques / Setembro termina com temperaturas que não ocorriam desde 2007

Setembro termina com temperaturas que não ocorriam desde 2007

Meteorologista da Uniderp, Natalio Abraão afirma que outubro, no entanto, traz instabilidade e fortes chuvas

Céu aberto, sol, estiagem: retrato do mês de setembro em rua de Campo Grande (Foto: Henrique Kawaminami)

Setembro vai embora e a promessa é que leve junto a estiagem atípica que assolou Mato Grosso do Sul este ano. Outubro chega na terça-feira e a previsão é que traga chuva, mas segundo o meteorologista da Uniderp Natalio Abraão, setembro deixa para trás clima que não ocorria desde 2007. Neste mês, disse, as temperaturas atingiram 6 graus acima da média.

Segundo o meteorologista, até o dia 1 de outubro, terça-feira, as condições climáticas não trazem grandes mudanças. Neste domingo (29) há alerta de baixa umidade do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), que varia entre 30 e 20%, em diversas regiões e cidades de Mato Grosso do Sul.

A partir do dia 2, disse Natalio, a quarta-feira terá muitas nuvens e áreas de instabilidade espalhadas por todo o estado. Até o dia 9 ocorrem pancadas de chuvas, tempestades, com ventos e trovões e há chances de enchente. Cidades como Corumbá, Três Lagoas, Dourados, Campo Grande e Ponta Porã devem ficar em alerta.

As tardes de outubro, diferente de setembro – quando o céu exibia cor cinzenta por fumaças de incêndio, ou azul claro sem chance de chuva -, devem ser instáveis e a cada dia, segundo o meteorologista, uma região será atingida por chuvas e ventos.

Nesta semana que marca o fim de setembro e a chegada de outubro, contou, calor e umidade devem começar a chegar a Mato Grosso do Sul trazidos pela chamada ZCAS (Zona de convergência do Atlântico sul).

 

fonte: campograndenews
Espalhe por ai:

Veja Também

Comércio ficará aberto até mais tarde a partir do dia 5 de dezembro

Horário será ampliado devido ao período de fim de ano, que costuma ser de maior ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.