Home / Destaques / “Tapete de papel” é opção para celebração do Corpus Christi em ano de pandemia

“Tapete de papel” é opção para celebração do Corpus Christi em ano de pandemia

Paróquia São João Bosco montou mosaico com desenhos das crianças e fará percurso pelo bairro com o Santíssimo Sacramento

Tapete de papel montado pelas crianças da catequese da paróquia São João Bosco (Foto: Marcos Maluf)

Em ano transformado pela pandemia do novo coronavírus (covid-19), a tradicional celebração de Corpus Christi foi adaptada pelos cuidados sanitários e distanciamento social. No lugar do tapete na Rua 14 de Julho, os fieis da paróquia São João Bosco optaram por mosaico de papel, feito pelas crianças.

Na entrada da igreja, os fieis são “acolhidos” com aferição de temperatura e álcool em gel. As cadeiras foram marcadas para que seja respeitado o distanciamento social e algumas foram colocadas do lado de fora, na calçada.

O “tapete de papel” foi montado com desenhos das crianças da catequese, explicou o coordenador José Augusto de Barros. Durante a semana, os desenhos com o tema “O que a Eucaristia significa para mim?” foram confeccionados pelos pequenos.

Depois, a igreja marcou data para entrega do material, juntamente com alimentos que serão doados para famílias carentes na Campanha do Agasalho.

Hoje, o tapete foi montado no pátio da igreja, tendo como peso os alimentos doados. Um dos desenhos que compõem o o mosaico foi feito por Gioavana Piovezan, 8 anos, que escolheu fazer Jesus. A mãe, a babá Marília Piovezan, 31 anos disse ser experiência nova de celebração, mas igualmente gratificante. “A gente faz o possível para manter essa tradição que é tão bonita”.

O padre Aldair da Silva explicou que 47 paróquias de Campo Grande marcaram missa às 8h para unificar a celebração, o que aconteceria se tivesse sido realizada como é de costume nos últimos 60 anos, na Rua 14 de Julho.

Depois da celebração, o padre irá fazer percurso de caminhonete com o Santíssimo Sacramento, passando pelas ruas Amazonas, 13 de Junho, Pernambuco, Alagoas e de volta à igreja. O translado é uma forma de atender principalmente os idosos, impedidos de participarem da celebração presencial da manhã. Como alternativa, haverá missa “drive in” às 18h, no estacionamento da UCDB, que os fieis podem sintonizar a rádio da universidade onde a celebração será transmitida.

Na Paróquia Perpétuo Socorro não terá alusão ao tapete, mas o padre Reginaldo Padilha também fará percurso pelo bairro com o Santíssimo Sacramento. “Vai ser diferente, assim como aconteceu na Páscoa, mas o carinho da comunidade ajuda a superar a fase que estamos vivendo”.

 

fonte: campograndenews
Espalhe por ai:

Veja Também

MS tem 406 pacientes internados com a covid e Saúde pede “medidas restritivas”

Durante live, titular da Secretaria Estadual de Saúde pediu a gestores municipais medidas como toque ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.