Volta de incêndios deixa Corumbá sem internet e abastecimento de água

Não há anúncios para exibir aqui.

Incêndios florestais já consumiram 50 mil hectares no Pantanal de Corumbá, Miranda e Aquidauana

Fogo atinge as duas extremidades da BR-262, próximo ao Buraco da Piranha (entroncamento com a MS-184). (Foto: Chico Ribeiro)

Com o Pantanal mais uma vez em chamas, os incêndios provocam transtornos também na área urbana de Corumbá. A cidade está sem internet banda larga da OI desde às 14h de terça-feira (dia 29) e operações bancárias com cartões ficaram inoperantes. Apenas celulares com pacotes de dados móveis têm internet.

O cenário de transtornos ainda inclui picos na energia elétrica, que resultam e falta de água. A estação de captação parou e a cidade ficou desabastecida. Os problemas são decorrentes de incêndio florestal entre Corumbá e Miranda, que começou no fim de semana e atingiu os cabos do sistema.

Na noite de ontem, a Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul) divulgou comunicado sobre a falta de água.

“As redes de abastecimento de água de Corumbá e Ladário são alimentadas pela energia elétrica fornecida pela mesma concessionária. E é a mesma que chega aí na sua casa. Quando acontece uma interrupção no sistema, a Sanesul também é afetada. Sem energia elétrica, nossas operações são interrompidas automaticamente”.

Incêndios florestais já consumiram 50 mil hectares no Pantanal de Corumbá, Miranda e Aquidauana.

Estimativa da Cedec (Coordenadoria Estadual de Defesa Civil) e dos órgãos envolvidos na operação de combate ao fogo, indica que pelo menos 50 mil hectares de vegetação nativa foram queimados desde domingo (27), quando reacenderam as queimadas na região. Os dados sobre a devastação foi divulgada pelo site de notícias do governo.

Campo Grande News entrou em contato com as assessorias de imprensa da OI e Energisa. (Colaborou Rosana Nunes, do Diário Corumbaense)

 

fonte: campograndenews

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.